jump to navigation

Uma nova abordagem maio 19, 2009

Posted by flpbrasil in Uncategorized.
add a comment

Hoje lendo meus feeds, me deparei com uma reportagem muito interessante da Computerworld sobre Computação em Nuvens. Onde, a empresa EMC Corporation deu uma nova abordagem ao conceito de Cloud Computing com uma divisão das “nuvens” em duas camadas, uma interna e uma externa. A interna seria os próprios servidores das empresas e seria responsável por tratar os dados mais importantes das empresas, enquanto a externa seria os servidores das grandes empresas que já entraram no mercado e vendem espaços para armazenamento e processamento de dados pela Internet e nela ficariam os dados menos pertinentes.

Essa ideia me chamou a atenção pois, apesar de não solucionar o problema de segurança nos sistemas Cloud Computing, ela minimiza o impacto negativo que essa falha pode trazer para empresas que desejam aderir a essa nova tecnologia. Afinal, mantendo os dados relevantes dentro da própria empresa, estamos transferindo a ela a dor de cabeça de cuidar da integridade dos mesmos. Mas espero que essa solução não gere acomodação, pois, apesar de ser viável e vantajosa para as grandes, ela não se adequa as micro e pequenas empresas, onde realmente está o mercado consumidor da Computação em Nuvens.

Contudo sugiro que essa idéia não seja descartada, para quem pode bancar essa regalia, é algo extremamente produtivo e positivo manter dados e informações importantes próximos a si, sabendo que a segurança dessas informações só dependem de você e sua equipe, mas devemos oferecer um bom ambiente para que esse conceito possa chegar aos “peixes menores” no mundo dos negócios.

Para quem se interessar, a reportagem citada:

http://computerworld.uol.com.br/negocios/2009/05/19/emc-quer-unir-infraestrutura-tradicional-com-o-cloud-computing/

Anúncios

Por uma Nuvem segura… fevereiro 5, 2009

Posted by flpbrasil in Uncategorized.
add a comment

Pegando carona no comentario do meu amigo Osvaldo Filho e o material enviado pra mim pelo meu outro amigo Silvio Roberto resolvi comentar um pouco sobre o quesito segurança na Computação em Nuvens.

Sem sombra de dúvidas, esse é um dos principais problemas a ser vencido por essa nova tecnologia. A garantia tanto de integridade quanto de disponibilidade dos dados é a grande meta dos grandes provedores de serviço para os próximos anos.

Na parte de disponibilidade dos dados, algumas grandes empresas (como a Amazon.com, por exemplo) já está vendendo recursos computacionais (tanto de armazamento, como de processamento) dos seus imensos servidores para que, outras empresas, possam utiliza-los visando prover o tão desejado backup de dados e, consequentemente, a garantia de dados 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Em relação a integridade dos dados, a criptografia é a melhor pedida. Como não é muito minha área (temporariamente) utilizarei palavras de gente que entende: “Creio que haja sim algorítmos suficientemente fortes para implementar criptografia – que por sinal foi uma área que avançou bastante ultimamente – na computação em nuvens. Ainda há os algorítmos de assinatura digital e hash para autenticação dos usuários, verificação de autenticidade das entidades comunicantes e verificar a integridade dos dados.” Osvaldo Filho.

Vantagens do Cloud Computing janeiro 21, 2009

Posted by flpbrasil in Uncategorized.
1 comment so far

No post anterior, falei brevemente sobre o conceito e alguns desafios que precisarão ser vencidos para a implementação e consequentemente, o sucesso desse novo modelo. Mas o que motiva grandes empresas da área de TI como o Google e o Yahoo! a investirem massissamente nessa nova tecnologia?

As vantagens desse tipo de computação são inúmeras, tanto do ponto de vista de hardware como de software. Por exemplo, olhando pelo lado do hardware, um usuário pode fazer um upgrade na sua máquina apenas pagando a mais pelo serviço, visto que, o armazenamento de dados e o processamento dos mesmos são todos feitos de forma remota nos grandes servidores. Vi em uma reportagem que a rede de varejo Amazon.com já oferece esse serviço onde o usuário pode, pagando uma determinada taxa, requisitar armazenamento de dados e até mesmo, a utilização de máquinas virtuais completas tudo isso remotamente. A computação em nuvens já é realidade!

Já em termos de software, fora a já citada personalização do software, onde o usuário monta o programa com aquelas ferramentas que mais utiliza, descartando as demais, o mecanismo de atualização do aplicativo se torna muito mais simples e barato, visto que, como o software se concentra no servidor da empresa que oferece o serviço, as atualizações podem ser realizadas de forma muito mais rápida sem os custos adicionais de “ploriferação” do software, ou seja, custo com CDs para a gravação da nova versão, divulgação dos mesmos…

Essas são apenas algumas das vantagens da Computação em Nuvens. Que, como vimos, já é uma realidade.

Então, nos preparemos para ela.

Afinal, o que é Computação em Nuvens? janeiro 19, 2009

Posted by flpbrasil in Uncategorized.
Tags:
1 comment so far

Talvez não para as “pessoas comuns”, mas, no mundo “computeiro”, esse termo está em crescente uso enquanto o material disponível para o estudo continua escasso. Percebendo essa carência de material resolvi iniciar um blog onde compartilharei com todos minhas pesquisas nessa área que muito me interessa e que, como muitos afirmam, tem tudo para ser o futuro da computação.

Gostaria muito que aqueles que lessem esse material, além de comentar sobre se gostaram ou não do post, ficassem livres para compartilhar informações a respeito desse tema para que, juntos, cresçamos nesse mundo fascinante e totalmente novo que é a Computação em Nuvens. Vamos começar com uma apresentação bem simples do que é esse termo.

Nesse novo modelo, os dados relativos a softwares e a obtidos apartir da manipulação desses aplicativos estarão armazenados na nuvem, ou seja, na Internet (sendo mais preciso, nos grandes servidores sejam eles físicos ou virtuais). Os dados serão acessados de forma remota pelo computador do usuário que, por sinal, para o usuário, se resumirá a um teclado, um mouse e um monitor(sim estamos voltando a epóca dos Mainframes e seus terminais burros).

Com esse modelo, os softwares poderão ser comercializados não com bases em licenças, mas em número de vezes que aquele recurso é utilizado, barateando o seu custo e, de certa maneira, sendo mais justo para com o cliente. A Computação em Nuvens também oferece a oportunidade de adaptação do software a gosto do cliente, ou seja, aquele que adquirir o aplicativo poderá, por exemplo, selecionar aquelas funcionalidades que mais lhe interessam e montar o seu próprio aplicativo.

Contudo, o Cloud Computing também faz certas exigências. Como todos os dados estarão disponíveis na Internet, a rede deverá prover recursos que garantam a Qualidade de Serviço (QoS) como também a integridade dos dados (exigindo poderosas ferramentas de criptografia e de controle de acesso aos dados nos servidores).

Bem vindo ao mundo da Computação em Nuvens!